terça-feira, 29 de março de 2011

A impunidade é segura, quando a cumplicidade é geral

"A impunidade é segura, quando a cumplicidade é geral."

(Marquês de Maricá)

O que me preocupa não é nem o grito dos corruptos, dos violentos, dos desonestos, dos sem caráter, dos sem ética... O que me preocupa é o silêncio dos bons."

Martin Luther Kin


Em Portugal muitos corruptos ficam impunes por causa da prescrição de processos, prescrição essa, resultante em muitos casos, da manipulação de influências usada por certos arguidos, com maior poder político e económico.


Não é mais aceitável considerar a corrupção como uma "criminalidade sem vítima". Ela atinge o "cidadão-contribuinte", o "cidadão-consumidor", o "cidadão-ecológico", o "cidadão-democrata", enfim, o cidadão.



11 comentários:

  1. A corrupção atinge a todos. Infelizmente, tanto aí como aqui, estas práticas estão sendo aceitas como normais. O que temos que fazer é conscientizar a todos que isto não pode continuar. Parabéns pela matéria.

    Abraços!

    ResponderEliminar
  2. É assim por aqui também. E, creio que, infelizmente, em todo o mundo. Medo, displicência, conformismo. E a gente deixa as coisas passarem. Quando muito, praguejamos. E é muito pouco mesmo.

    Excelente alerta. Não podemos aceitar passivamente um "incômodo". Conviver com parasitas? Tem que se combatê-los mesmo.

    Abraços

    ResponderEliminar
  3. Olá Querida Emilia,
    Volto depois porque daqui do trabalho não consigo ver o vídeo.
    Abração.

    ResponderEliminar
  4. Olá Emilia querida!
    Essa frase de Martin Luther King: "O que me preocupa não é nem o grito dos corruptos, dos violentos, dos desonestos, dos sem caráter, dos sem ética... O que me preocupa é o silêncio dos bons." é fantástica e diz tudo sobre a passividade diante de tantas corrupções que assolam vários países. Isso, na verdade, acabou se tornando um grande e maléfico vírus que contamina e adoece a sociedade.
    A verdadeira razão de se representar um povo perdeu todo o significado quando as vaidades e os egos se tornaram maiores que a crença e os ideais um dia sonhados. Lutar em favor de...tornou-se lutar contra ou, pior, lutar em benefício próprio.
    Triste e caótico...
    Grande beijo,
    Jackie

    ResponderEliminar
  5. Adorei o vídeo Emilia. Nós aqui no Brasil sabemos muito bem o que é isso. O que vc. disse está certo, no Brasil muito da culpa é do próprio povo, talvez por falta de uma educação melhor, acaba elegendo sempre os mesmos políticos corruptos.

    Um grande abraço

    ResponderEliminar
  6. Muito bom...
    O povo do Brasil precisa se consientizar e fazer algom
    parabéns...

    ResponderEliminar
  7. A corrupção é mundial, e a conivência é que faz com que essa praga se alastre!

    ResponderEliminar
  8. Querida Emilia,
    Finalmente pude ver o vídeo.
    Infelizmente a corrupção e a certeza da impunidade se cosntituem numa pandemia mundial, nos cincos continentes, em maior ou menor escala. Uma pena.
    Quanto a Portugual, agora fico a me perguntar se a Revolução dos Cravos e as Cartas Portuguesas não deixaram nenhuma sementinha que possa ser colhidas como exemplo pela atual geração.
    Aqui no Brasil também sofremos com estas práticas políticas.
    Acredito que só com a mudança de mentalidade da população, isto poderá ser revertido.
    Tenho fé e esperança que sim.
    Muito bom poder partilhar estas informações, apesar de termos tanto mar a nos separar.
    Um grande beijo.
    Valeu!

    ResponderEliminar
  9. Emília, esse vídeo dos "Gato Fedorento" é hilariante!

    A corrupção é um polvo. Os seus tentáculos chegam a todo o lado. E realmente o que assusta é a passividade do povo, que somos todos nós!

    Abraços!

    ResponderEliminar
  10. Seu blog é muito bonito...
    estou seguindo...
    tenha um bom dia!

    siga os meus:http://cartasdeumcoracao.blogspot.com/

    e

    http://deusemminhaalma.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  11. A impunidade se prolifera por conta da omissão e conivencia ainda que indireta de muitos. Ficam a vulgarizar a impunidade.

    ResponderEliminar